14 de outubro de 2019

Três Discos: Castello Branco, Teago Oliveira e Apeles

Cá temos mais três dicas de discos brasileiros lançados esse ano. Dessa vez o som fica por conta do Castello Branco e seu "Sermão", o disco de estreia do Teago Oliveira do Maglore, "Boa Sorte" e o novo trabalho do Apeles, "Crux".

Veja mais outras indicações abaixo:
→ Supervão, Leo Fressato e Cigana (clique aqui)
→ Milkshakes, Banda De Pífanos Caju Pinga Fogo E NOID (clique aqui)
→ BRVNKS, Céu de Vênus e astrocrushing (clique aqui)

Castello Branco lançou em 2017 o "Sintomas" um dos melhores discos do ano. "Sermão" é seu terceiro disco de inéditas que saiu em 20 de Setembro. É um disco mais audacioso do cantor que busca realçar seu som com uma vibe mais dançante ao mesmo tempo que mantém sua integridade sonora com aquele clima suave das canções.

Ouça: Fortaleza e De Pouquinho Em Pouquinho




"Boa Sorte" é o disco de estreia do Teago Oliveira, vocalista e guitarrista da Maglore. O disco é um mix das experiências musicais do cantor que incrementa o rock com pinceladas de samba, mpb e pintadas de regionalismo. As letras de apego sentimental ajudam a dar um teor grudento nas canções.

Ouça: Oh, Meu Bem e Azul, Amarelo




Apeles é o nome artístico de Eduardo Praça (Ludovic e Quarto Negro), músico que lançou esse ano o bom "Crux", seu segundo disco. A estrutura do disco é voltada para um dream-pop mais denso que flerta com outros estilos como o psicodélico e o post-punk. Entre vocais etéreos, ecos e melodias profundas o cantor nos leva a um passeio a décadas atrás onde cada faixa é uma trilha percorrida até nossa chegada.

Ouça: A Alegria dos Dias Dorme No Calor dos Teus Braços e Crux


Nenhum comentário:

Postar um comentário