9 de julho de 2018

Lançamento » Cinco Discos Nacionais de 2018

Voltando com os posts periódicos dedicados a lançamentos nacionais, vamos para cinco discos/EPs lançados durante esse primeiro semestre que merecem nossa atenção dentre eles o retorno da A Banda de Joseph Tourton e o shoegaze da homeninvisivel buscando seu espaço na cena independente.

A Aiure vem de Brasília apresentar seu disco, homônimo, instrumental que circunda por diferentes esferas da música. A base roqueira com o conjunto guitarra, bateria e piano ganha uma roupagem psicodélica e experimental provocando múltiplas sensações em nós.



O debut da banda Bolhazul chamado "Florescer" é um dos caprichos do tal novo rock nacional. O grupo entrega um disco expressivo, mesclando peso e leveza, composto por músicas bem trabalhadas desde as melodias até as letras.



O quarteto paulista homeninvisivel veio com tudo no EP "Formas Negativas". O shoegaze aqui faz barulho e reverbera em todo o registro. As guitarras destoantes ditam o ritmo enquanto o duo baixo e bateria impulsionam o som para permanecer constante.



O Aborígenes Viajantes é uma recém formada banda de Fortaleza. Em 2017 o quarteto se juntou e esse ano eles lançaram o EP "Uma Janela Pra Segunda". A banda faz um rock mais maleável trazendo tons do rock mais classudo, toques do famigerado indie rock e uma brasilidade (regionalismo?) embarcada no ritmo e vocais.



A Banda de Joseph Tourton lançou seu segundo disco, homônimo, após um hiato de oito anos. Em 2016 a banda chegou a lançar o single TCB que está presente no novo álbum. E temos aqui um belo registro de música instrumental onde se destaca a criatividade da banda de alinhar uma variedade de sons e ritmos de modo a construir um disco rico e inteligente.