Resenha » Japandroids - Near To The Wild Heart Of Life (2017) | MÚSICA CAFÉ

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Resenha » Japandroids - Near To The Wild Heart Of Life (2017)

Cinco anos depois de lançar "Celebration Rock", o duo canadense Japandroids sai do hiato apresentando seu terceiro disco chamado "Near To The Wild Heart Of Life". (Ouça ele aqui.)

Conhecidos por misturarem o indie rock com um sobressalto noise que se estica pelas veias do punk entre um barulho e outro, o Japandroids parece que resolveu dar uma amenizada nas distorções e ruídos para arriscar um som mais ligeiro, alinhado em algo que talvez não estivesse tão longe assim do grupo, o hardcore.

Logo de cara, a faixa-título que inicia o disco já traz essa pegada bem sugestiva. A guitarra acelerada em conjunto com a bateria pulsam um ritmo mais melódico que o normal se levarmos em consideração seus anteriores trabalhos, "Post-Nothing" e "Celebration Rock". A concepção que tínhamos do grupo acaba mudando com essa tendência menos agressiva adotada por eles e isso se confirma ainda mais quando ouvimos North East South West de som elementar e backing vocal funcionando como numa banda emo.



Em True Love And A Free Life Or Free Will temos aí uma música de caráter inofensivo feita para amaciar nossos ouvidos e isso vindo do Japandroids soa estranhamente ruim assim como I'm Sorry (For Not Finding You Sonner) e a interminável Arc Of Bar com seus 7:25seg de uma música forçada.

Nas três últimas músicas que finalizam o disco, o Japandroids nos reserva ruídos quase inofensivos como se eles surgissem perante uma necessidade de ter seu potencial limitado para não agredir tanto como das outras vezes. 

Particularmente esperava um disco energético e dissonante. Encontrei nele um "noise" melódico metido a punk, hardcore!

2 comentários:

  1. Particularmente achei bem fiel ao som que eles já vinham fazendo. A faixa título, por exemplo, parece ter sido extraída de 'Celebtarion Rock'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, ouvi alguns dizendo que parecia Blink rs.

      Quando escutei novamente o "Post-Nothing" continuei com a primeira impressão quando ouvi o novo disco de que eles estavam um pouco distantes do som que faziam.

      Excluir

Copyright © Música Café
Editado Por Moisés Lima | Tecnologia do Blogger
    Facebook Twitter Tumblr Instagram LastFM