12 de janeiro de 2015

Resenha » Belle and Sebastian - Girls In Peacetime Want To Dance (2015)


O novo disco do Belle and Sebastian, "Girls In Peacetime Want To Dance", anunciado ano passado para o dia 19 de Janeiro desse ano já está disponível para audição (clique aqui para ouvir o disco). The Party Line, primeira faixa do nono álbum que foi revelada, mostrou que o grupo escocês tinha novas ambições com sua música pop.

No novo trabalho, o passado do grupo e sua bela história criada com o indie pop ensolarado são pontuais e faixas como Nobody's Empire, The Cat With The Cream, The Everything Muse e Ever Had a Little Faith? reafirmam isso. Porém é um novo contexto eletrônico que ganha maior notoriedade e assume caráter decisivo em "Girls In Peacetime Want To Dance". Não que a banda tenha trocado de ares completamente. Fazer isso seria quase um suicídio! Só que o feitio eletrônico veio carregado e o Belle and Sebastian ousa nos fazer dançar fora de sua zona de conforto ao invés de ficarmos sentado apreciando sua música.



Faixas como The Party Line, The Power Of Three, Enter Sylvia Plath, que tem uma entrada synth pop nostálgica bem marcada, soando como um ABBA com a voz do Stuart Murdoch com Sarah Martin, e Play For Today, por exemplo, caracterizam essa nova e criativa experiência da banda. Soa como ouvir um novo Belle and Sebastian procurando se adequar a "modernidade eletrônica" sem esquecer de suas próprias raízes. Isso tem lá seus desafios e riscos, afinal, são quase 20 anos fazendo aquilo que eles mesmo ajudaram a aprimorar ao longo do tempo sendo hoje umas das principais referências do indie pop. 

O som ponderado e animado de versos simples que grudavam com facilidade agora dividem espaço com uma pegada dançante que dá novos contornos a música pop do Belle and Sebastian. No disco talvez falte aquela faixa-hit que se assemelhe a tantas outras que marcaram a carreira do grupo. A ressalva é que as boas músicas que ele contém não nos deixam ficar reféns por muito tempo de obras anteriores ainda que bata uma certa saudade. 

"Girls In Peacetime Want To Dance" está indiscutivelmente longe de um "If You're Feeling Sinister", "The Boy With The Arab Strap" e do "The Life Pursuit", discos essenciais na carreira da banda. O disco tem seus momentos revolucionários que nos fazem ver o Belle and Sebastian com outros olhos, sem tanta inocência, uma banda que ao mesmo tempo que sabe do seu potencial entende também os seus limites e prefere não se estender tanto naquilo que preferiu arriscar dessa vez.

Nota: 7,5

Girls In Peacetime Want To Dance (2015)

-
01. Nobody's Empire
02. Allie
03. The Party Line
04. The Power Of Three
05. The Cat With The Cream
06. Enter Sylvia Plath
07. The Everything Muse
08. Perfect Couples
09. Ever Had a Little Faith?
10. Play For Today
11. The Book Of You
12. Today (This Army's For Peace)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © Música Café
Editado Por Moisés Lima | Tecnologia do Blogger
    Facebook Twitter Tumblr Instagram LastFM