16 de janeiro de 2014

Resenha: James Vincent McMorrow - Post Tropical (2014)

O início de um ano novo normalmente é marcado pelo balanço da vida, do universo e tudo mais incluindo as listas de Melhores do Ano nos variados segmentos do entretenimento. O que vêm depois disso causa sempre uma expectativa, quer boa pelas especulações e prévias de bons lançamentos, quer ruim pela desconfiança do novo ano ser apenas um reflexo de um ano anterior não tão bom assim. Quando os discos começam a vazar o ano começa a criar forma e ritmos diferentes dando respostas para as nossas esperanças e dúvidas. 2014 começou ainda em 2013, em Novembro mais precisamente, com o vazamento do disco do Ásgeir que apareceu aqui no blog. Entretanto foi apenas em Dezembro que as comportas se abriram e vários discos esperados e inesperados começaram a vazar. Mogwai, Dum Dum Girls, Bruce Springsteen já causavam um êxtase nos nossos players e isso era apenas um prenúncio de um ano de lançamentos.

Dando partida nas resenhas aqui no blog o segundo disco do irlandês James Vincent McMorrow, Post Tropical, é uma boa pedida pra quem quer iniciar o ano com mais tranquilidade. James é um sujeito pacato que encontra no folk o ambiente perfeito para firmar moradia e compartilhar sua serenidade em forma de notas singelas. O falsete é um artifício usado pelo músico para entoar melodias que exprimem uma considerável melancolia de um sujeito solitário que busca ares acolhedor.


Post Tropical tem como base o folk que muitas vezes é condicionado por uma aparelhagem eletrônica. James nos confunde quando Cavalier introduz o disco e um timbre ao estilo Antony Hegarty (Antony And The Johnsons) começa a surgir em um ritmo frio e particular. É nessas condições que o cantor vai encontrando inspiração para seguir adiante sem perder a chance de abrir a janela de sua casa deixando o sol entrar e o mover a experimentar notas sibilantes de um violão esperançoso ao fundo em The Lakes. Em seu próprio mundo o cantor também se diverte mesmo que seja de modo acanhado como a bateria eletrônica de um toque só em Red Just e na constante Gold com um instrumental enobrecido.

O disco projeta uma calmaria que não nos deixa sonolentos graças a uma eventual acelerada rítmica como em All Points e os sobressaltos vocálico do músico bem registrado em Look Out, Repeating e Post Tropical. As duas últimas faixas do disco é um ponto e um contraponto que o cantor estabelece em seu disco. Enquanto Glacier cria um clima mais ensolarado e progressivo, Outside, Digging representa o lado quieto de um cantor dado a viver sua solidão.

O desconhecido James Vincent McMorrow fez um disco específico que fãs de Bon Iver, Antony And The Johnsons e quem sabe até do James Blake terão prazer em digeri-lo.

Post Tropical (2014)
-
01. Cavalier
02. The Lakes
03. Red Dust
04. Gold
05. All Points
06. Look Out
07. Repeating
08. Post Tropical
09. Glacier
10. Outside, Digging
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © Música Café
Editado Por Moisés Lima | Tecnologia do Blogger
    Facebook Twitter Tumblr Instagram LastFM