Resenha: French Films - White Orchid (2013) | MÚSICA CAFÉ

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Resenha: French Films - White Orchid (2013)

O French Films é uma banda finlandesa da escola post-punk, anexada ao otimismo do surf rock e auxiliada pelos apetrechos barulhentos de garagem. A banda consegue equacionar essas variantes paralelas sem causar um rebuliço ensurdecedor ou parecerem redundantes com aquilo que já foi criado nessas linhas. Seguindo essa ideia, White Orchid, segundo trabalho da banda, propõe uma estética lúcida dotado de canções que buscam empolgar a todo o instante. Um pequeno prelúdio anuncia a faixa White Orchid que logo deslancha em acordes repetidos e refrão aderente dando uma boa expectativa do disco.

O disco tem um eixo poderoso com a trinca de ouro formada por Special Shades, All The Time You Got e Latter Days funcionando interligadas causando um frenesi capaz de deixar qualquer um entusiasmado. Aprendizes do Ian Curtis e companhia, o French Films foge dos clichês que muitas bandas transportam do estilo e não nos sobrecarregam com um post-punk puro ou dogmático, mas tampouco deixa a influência à margem no seu novo disco. Basta ouvir a tomada inicial de 99, à la Joy Division, e logo em seguida perceber a mudança de comportamento para algo mais caloroso, parte disso graças aos vocais intensos.

Se, em seu primeiro disco Imaginary Future (2011), era possível perceber focos de guitarras ensolaradas inseridas no aspecto cinzento do post-punk para modificar o clima das canções, essa característica foi ampliada numa proporção maior no excelente, White Orchid.

White Orchid (2013)
-01 - White Orchid
02 - Where We Come From
03 - Ridin' On
04 - Special Shades
05 - All The Time You Got
06 - Latter Days
07 - Long Lost Children
08 - Juveniles
09 - Into Thousand Years
10 - 99

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © Música Café
Editado Por Moisés Lima | Tecnologia do Blogger
    Facebook Twitter Tumblr Instagram LastFM