MÚSICA CAFÉ

21 de janeiro de 2020

Os Dez Melhores Discos Nacionais de 2019

Nenhum comentário:

Eis a derradeira lista que faltava pra encerrar de vez o ano de 2019 aqui pro Música Café. Foram 101 discos nacionais ouvidos ao longo do ano. É claro que poderia ter sido muito mais, mas foi o que deu de ouvir. Alguns que foram resenhados e outros indicados acabaram compondo a lista final com os dez melhores discos do ano. Bora lá conferir cada um?

Para ver a lista com os dez melhores discos internacionais clique aqui.

10.
Dario Julio e os Franciscanos - O Menino Velho da Fronteira
-
Dario Julio fez um disco sincero e por muito cativante que facilmente nos embala. A faixa Oi rolou muito por aqui.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

09.
Lulina - Desfaz de Conta
-
Poético e criativo, "Desfaz de Conta", é talvez o disco mais lapidado da Lulina.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music


08.
Castello Branco - Sermão
-
"Sermão" é o disco mais audacioso do cantor que busca realçar seu som com uma vibe mais dançante ao mesmo tempo que mantém sua integridade sonora com aquele clima suave das canções.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music


07.
Raça - Saúde
-
O rock despojado e direto da Raça em "Saúde" tocou muito por aqui durante o ano. Principalmente com a música Bandidos e Divas com participação da Brvnks.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music


06.
Antiprisma - Hemisférios
-
"Hemisférios" da Antiprisma foi uma das indicações aqui no blog. Um disco com raízes bem fincadas no folk mas com vieses que dão sobretons a sua essência.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

05.
Apeles - Crux
-
Entre vocais etéreos, ecos, ruídos e melodias profundas o cantor nos leva a um passeio a décadas atrás onde cada faixa é uma trilha percorrida até nossa chegada.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music


04.
O Terno - <atrás/além>
-
O rock com ares de brega moderno do O Terno ganhou um novo e ótimo capítulo em <atrás/além>. Piano e violino conferem elegância ao registro.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music


03.
Ana Frango Elétrico - Little Electric Chicken Heart
-
Um dos discos mais hypado do ano e não podia ser diferente! O som é nostálgico de guitarra que dialoga com os metais confabulando um rock-jazz meio lo-fi.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

02.
Terno Rei - Violeta
-
O indie rock ou revival post-punk brasuca ganhou seu lugar no pódio com o ótimo disco "Violeta" do Terno Rei. A faixa Vento na Cara foi uma das que mais tocou aqui.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music


01.
Pins Ups - Long Time No See
-
2019 marcou o retorno da Pin Ups com o excelente "Long Time No See". Velhas e novas sonoridades marcaram o expressivo trabalho do grupo que acabou ganhando o título de disco do ano aqui pro Música Café.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

19 de dezembro de 2019

Os Dez Melhores Discos Internacionais de 2019

Um comentário:

2019 foi o sexto ano do Música Café e contabilizados 277 discos internacionais ouvidos. Durante o ano a playlist de músicas favoritas no Spotify e Deezer chegou a 122 músicas adicionadas com muitas faixas gringas e um mix da nossa brasilidade.

Seguindo o padrão adotado nos últimos anos selecionei os 10 melhores álbuns internacionais de 2019. Antes dela, deixo aqui as menções honrosas ao "i,i" do Bon Iver, "This Is How You Smile" do Helado Negro, "Magdalene" da FKA Twigs, "All Mirrors" da Angel Olsen e "The Best Of Luck Club" da Alex Lahey.

Vamos a lista!

10.
Michael Kiwanuka - KIWANUKA

O terceiro disco do cantor manteve a qualidade de seus outros trabalhos. Kiwanuka entendeu bem suas essências e soube usar a potência de sua voz para expor todo o seu talento. É um dos melhores cantores soul atualmente.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

09.
DIIV - Deceiver

A mistura do shoegaze e dream-pop do DIIV funcionou muito bem no "Deceiver". Ruídos despontam em meio a distorção sonora e os vocais tratam de amaciar o som na medida para equilibrar as coisas.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

08.
Big Thief - Two Hands

O Big Thief foi uma das bandas mais hypadas em 2019. Foram dois discos lançados, o "U.F.O.F." e o "Two Hands". O segundo se sobressai pelos hits, harmonia e melancolia numa estética lo-fi que se arrasta pelo disco.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

07.
Moon Duo - Stars Are The Light

O disco do Moon Duo foi uma grata surpresa. Na correria de ouvir um disco atrás do outro o "Stars Are The Light" me fisgou som sua psicodelia pop cheia de hits. É uma deliciosa viagem no tempo entre o passado e o presente.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

06.
Chromatics - Closer To Grey

"Closer To Grey" agrada com facilidade. As batidas eletrônicas e guitarras suavizadas dão a elegância necessária para acompanhar o charme sussurrante dos vocais de Ruth Radelet.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

05.
Nick Cave And The Bad Seeds - Ghosteen

Demorei pra perceber a profundidade que Nick Cave embarcou no "Ghosteen". Antes tarde do que nunca! O músico conseguiu fazer mais uma obra complexa ao mesmo tempo que tocante.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

04.
Aldous Harding - Designer

A Aldours Harding fez o fino do indie pop em "Designer". Ela refinou aquilo que já sabia fazer para entregar algo delicadamente deslumbrante nessa esfera pop onde muita coisa é pré-fabricada hoje em dia.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

03.
The National - I Am Easy To Find

O The National nos conduziu para seu lado mais sensível passeando pelos sentimentos de melancolia e de esperança, em um trabalho delicado, por muito elegante.

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music

02.
Tindersticks - No Treasure But Hope

"No Treasure But Hope", décimo segundo disco do grupo, entrega mais uma experiência sentimental sublime. Eu fiquei muito feliz de ver que uma das bandas preferidas da casa tinha feito um dos álbuns do ano.

Stream: Spotify | Deezer | Bandcamp

01.
Weyes Blood - Titanic Rising

"Titanic Rising" é o disco do ano! Nele, a Weyes Blood entregou um pop cheio de sensibilidade, melódico com toques de sofisticação. Um disco encantador!

Stream: Spotify | Deezer | Youtube Music


Aqui uma playlist que resume bem a lista dos dez melhores discos internacionais de 2019. Ah! Aproveitem o espaço para comentar qual foi seu top 10.

> Os Dez Melhores Discos Nacionais de 2019 (Em Breve)


12 de dezembro de 2019

Ouça: MGMT - In The Afternoon

Nenhum comentário:

O MGMT lançou o vídeo para a inédita In The Afternoon. A faixa foi apresentada em um show ainda em Novembro e agora podemos conhecer a versão de estúdio através do clip.

Ela revela uma proposta diferente daquilo que o duo ficou conhecido. A banda deixou de lado a neo-psicodelia para experimentar os anos 80 com um revival post-punk que ficou redondinho. O single vai ser lançado em vinil em Março de 2020 e terá outra inédita, As You Move Through The World, como lado b. O último disco da banda foi o "Little Dark Age" (2018).

11 de dezembro de 2019

machinegum - Conduit (2019)

Nenhum comentário:

Não é só Julian Casablancas e Albert Hammond Jr. que tocam seus projetos além do Strokes. O baterista da banda, Fabrizio Moretti, agora tem um projeto paralelo pra chamar de seu. O músico se juntou a Ian Devaney da banda Nation Of Language para formar a machinegum e eles acabaram de lançar o primeiro disco.

"Conduit" possui onze faixas onde Fab e Ian exploram o âmbito eletrônico para criar uma new wave embalada por sintetizadores nostálgicos em um disco repleto de músicas ensolaradas como Kubes e Deep Red.



A atmosfera um tanto flutuante é resultado de uma fórmula de melodias leves, ainda que dançantes, que se estende por todo o disco. Em momentos pontuais as batidas camuflam também uma sútil referência post-punk como em Act Of Contrition.

machinegum talvez seja o melhor projeto afora o The Strokes e melhor que a própria banda considerando os dois últimos discos, "Angles" e "Comedown Machine". "Conduit" é assertivo e vale a audição!


3 de dezembro de 2019

Noite Piauhy Sounds na SIM SP 2019

Nenhum comentário:


Estreitando os laços com o Nordeste o festival SIM São Paulo desse ano promoverá a Noite Piauhy Sounds com quatro bandas do Piauí. Duas delas inclusive já passaram aqui pelo blog como a Bia e os Becks e mais recente a Banda de Pífanos Caju Pinga Fogo. Além deles a Validuaté e a Tupi Machine integram a noite de apresentações.

Elas se apresentarão no palco do Dissenso Lounge com quatro shows distintos, que dão um rico panorama da produção musical mais recente do Piauí. Do pífano ao sintetizador, fundindo tradição e (re)invenção, rocks, lambadas e outras saliências. A Noite Piauhy Sounds é um convite a um mergulho nos sons berço do homem americano.

Serviço:
Piauhy Sounds com Validuate, Tupi Machine, Bia & os Becks e Banda de Pífanos Caju Pinga Fogo
Data: 07/12/19
Horário: 19h
Local: Dissenso Lounge (R. Anhaia, 1180 - 4º andar - Bom Retiro, São Paulo - SP)
Ingresso: R$15,00 antecipado/ R$20,00
Link para compra via Sympla: https://bit.ly/2AQtjy4
Capacidade: 120 pessoas
Censura: Livre

Bia e os Becks

Bia e Os Becks é uma banda de Teresina - Piauí, com várias influências musicais, mas hoje denomina seu som como 'brega wave pop charme viagem'. No final de 2018, lançou seu primeiro álbum Margarethe nas plataformas digitais. Os shows da banda são uma verdadeira festa, conduzidos pelas personalidades marcantes dos integrantes, que mostram alegria, empoderamento e luta.

Facebook: facebook.com/biaeosbecks
Instagram: instagram.com/biaeosbecks
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UC4yca5-ru9cCmk8F9YO6Lmw
Spotify: https://open.spotify.com/artist/5SgRnvnq5CwELMy1TtwK0F

Banda de Pífanos Caju Pinga Fogo

Formada por jovens artistas para celebrar a cultura nordestina. Parte da pesquisa das Bandas de Pífanos, ritmos e danças tradicionais do Nordeste brasileiro. As apresentações misturam música a teatro e dança e atraí atenção por onde passa. A magia e ancestralidade do Pífano com a energia da banda é a combinação perfeita pra todo mundo entrar na dança.

Facebook: https://www.facebook.com/cajupingafogo
Instagram: http://www.instagram.com/cajupingafogo
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGUykyZpRhX0dE3zc5IK2wA
Spotify: https://open.spotify.com/album/0tZngwE56XCnUdfuvjwg9f

Tupi Machine

Tupi Machine é uma banda de Teresina-Piauí que mistura sons da cultura popular nordestina com elementos da música eletrônica, africana, jamaicana e rock. A banda lançou seu primeiro trabalho em 2018. Atualmente a banda tem um produto audiovisual com uma performance ao vivo recém lançado, mostrando um pouco das sonoridades do primeiro álbum no formato ao vivo.
Facebook: https://bit.ly/2niHUim
Instagram: https://www.instagram.com/tupimachine/
YouTube: https://bit.ly/2ItCGrx
Spotify: https://open.spotify.com/artist/2K7WZmzw0YSyXW1xZE1T4l

Validuaté

A banda Validuaté comemora 15 anos de carreira em 2019. Após uma temporada de singles e EPs, a Validuaté lançou seu terceiro álbum cheio, o Manual de Instruções Para (independente) em 2018, com uma sonoridade mais madura, reafirmando os traços poéticos e rítmicos que são característicos da banda.

30 de novembro de 2019

Música Café Indica: Hama

Nenhum comentário:

Hama é o nome artístico do nigeriano Mouhamadou Moussa que tem seu teclado como principal aliado para conduzir sua música por ondas eletrônicas.

Em 2015 ele lançou seu primeiro EP, "Torodi", com batidas eletrônicas mais homogêneas, e quatro anos depois veio o primeiro disco cheio chamado "Houmeissa" lançado no começo desse ano em 18 de Janeiro. Aqui Hama explora mais as vertentes eletrônicas através das programações no "FruityLoops" indo do techno ao synthwave criando impressões futurísticas e batidas dançantes com um toque de africanidade.

Uma balada no deserto do Saara! Talvez essa seja uma boa maneira de resumir o som do Hama e isso é muito bom.

22 de novembro de 2019

Coldplay - Everyday Life (2019)

Nenhum comentário:

"Everyday Life" é o oitavo disco do Coldplay que saiu hoje, 22 de Novembro. Basta a primeira audição para perceber a brusca mudança que a banda passou em comparação aos últimos três discos.

Em "Everyday Life", Chris Martin e companhia filtraram aquele pop apoteótico que enxarcou discos anteriores fazendo um disco sob uma perspectiva pop mais elaborada por assim dizer. Basta ouvir Daddy, melhor música do disco talvez, Arabesque com metais pintam um jazz nessa atmosfera e Old Friends que remonta ao Coldplay de antigamente.

É como se a banda tivesse se desligado da sua fantasia pop para viver uma realidade diferente. "Everyday Life" se divide em duas partes, "Sunrise" e "Sunset", com oito músicas de cada lado.