30 de dezembro de 2015

Os Dez Melhores Discos Nacionais de 2015

Com a lista dos Melhores Discos Internacionais do ano já publicada só faltava a dos melhores discos nacionais pro Música Café fechar 2015. Agora não falta mais! Se ano passado teve uma leva de bons discos (veja a lista aqui), esse ano o lado b brasileiro se manteve em alta ficando fácil fazer uma lista de 20, 30...por assim dizer.

Esse ano divulguei mais lançamentos nacionais, daí surgiu uma série que somou cinco posts contendo dez trabalhos novos em cada postagem para alcançar esse objetivo o que acabou deixando a marca da pluralidade sonora que é feita Brasil à dentro. Daí formou-se a lista abaixo. Devido a disponibilidade de tempo acabou ficando sem o resumo de cada álbum como de costume. No mais, obrigado a todos que acompanham o Música Café e até daqui a pouco.

10. Lê Almeida - Paraleloplasmos

09. Cidadão Instigado - Fortaleza

08. Zé Pi - Rizar

07. Phillip Long - Zeitgeist

06. Jair Naves - Trovões a Me Atingir

05. Pélico - Euforia

04. Jonathan Tadeu - Casa Vazia

03. Quarto Negro - Amor Violento

02. Frabin - Real

01. This Lonely Crowd - Meraki

Ouça a playlist com uma faixa de cada álbum.
LEIA MAIS ›

11 de setembro de 2015

Download » 10 Discos Nacionais de 2015 [Part. 4]

Passado alguns dias desde a última lista com dez lançamentos nacionais é hora de apresentarmos uma nova seleção com mais dez discos lançados esse ano. Ela vai de Barcamundi à Thiago Ramil passando por Mnemonic Creatures e a Nalini. Confere aí.

Pra quem gosta de um som mais poético onde as rimas transcendem as letras, a Barcamundi sabe fazer um som cativante e dinâmico, cheio de nuances percussivas. Seu primeiro disco, homônimo, é uma obra singela que se movimenta pelo folk, mpb, pop e o rock extraindo a essência de cada variante usada pela banda. Do Rio de Janeiro, ela é formada por Gabriela Autran, Gil Navarro, João Barreira, Leon Navarro, Matheus Ribeiro e Pedro Chabudé.

Barcamundi | Download



Basta a primeira faixa do homônimo da Josephines para entendermos a proposta da banda de fazer um som abafado e por vezes barulhento fazendo um rock cheio de riffs efervescente. Formada por Murilo Sedrez, Luis F, Aleques, André Rodrigues e Régis Garcia, a banda gaúcha se sustenta na densidade que consegue extrair do seu instrumental para criar seu disco post-punk, space rock com lapsos pop.

Josephines | Download



A potiguar Talude vem com seu mini-disco, "Sorry The Trouble", dar mais peso a postagem. A banda formada por Victor ‘Vik’ Romero (guitarra e voz), João Victor Moura (baixo), Felipe Beniz (guitarra) e Jônatas Barbalho (bateria) faz aquele som instrumental, barulhento, com distorções com um pé dentro e um fora do shoegaze. O disco traz uma releitura da faixa Murderers do Jonh Frusciante, um dos artistas que influencia a banda, segundo eles.

Sorry The Trouble | Download



"Valorizamos o método 'faça você mesmo'". É assim que a banda de São Paulo, Acho Melhor Não, se apresentada. Daí já é previsível a estética do som que eles fazem. A banda consiste em: Ana Pi, Fábio Moretti, Fernando Bisan e Rodrigo Toledo. "III", é o novo registro caseiro produzido por eles mesmos. Nele, o clima de garagem, lo-fi, e um instrumental acalorado ditam o perfil do grupo que surpreende com o viés eletrônico programado na faixa K7 (Friendly Advice to a Lot of Young Men) trazendo um enxerto do poema de Charles Bukowski.

III | Download



Bernardo Puhler virou Bernardo do Espinhaço, uma referência a Serra do Espinhaço localizado entre Minas Gerais e a Bahia e também a sua paixão pela natureza. Seu segundo trabalho, "Manhã Sã", vem nos conferir um pouco de paz com sua musicalidade serena que nos remete a um ambiente tranquilo das montanhas como o mesmo gosta de se referir.

Manhã Sã | Download



A Mnemonic Creatures, ex October Leaves do Ceará, agora em São Paulo, mostra com seu EP de quatro faixas o potencial que a banda de fazer um profundo, introspectivo, denso, barulhento ao mesmo tempo melódico que propaga os anos 90's pelas guitarras, baixo e bateria em nossos dias com refrões bem dosados que facilmente nos embala em plena garagem. A banda é formada por Odorico Leal, Gustavo Vidal, Ciro Figueiredo e Clara Pieirirowisck.

Mnemonic Creatures EP | Download



O segundo trabalho da cantora bahiana Nalini vem nos presentear com um pop com viés pro folk, mpb, essencialmente carismático. "Plongée" foi feito com uma textura doce com baladinhas divertidas e sensíveis como A Cura e Repente. Seu timbre macio nos conduz a uma calmaria embalado por melodias projetadas para nos acalentar.

Plongée | Download



Zeca Polina é Thiago Marques um cara que tem como foco tudo e todos. Seu álbum solo, homônimo, é um mosaico sonoro que repercute pelo rock, blues, folk, country e um certo "caipirismo" como mostra a faixa Western Sertão narrando a vida do povo do interior.

Zeca Polina | Download




Zé Pi fez um belíssimo trabalho em "Rizar". Seu primeiro disco solo tem um teor pop calibrado. Entre o tom romântico e o nostálgico, o disco esbanja o talento de Pi em fazer um trabalho envolvente cheio de convidados como Tulipa Ruiz e Leo Cavalcanti. Alguns dos destaques de Rizar são: Muito Tempo, de refrão certeiro, Acredito, com uma pegada mais divertida, Dor e Solidão, de melodia leve e o embalo pop de Depois com Tulipa Ruiz.

RizarDownload



Pra finalizar o post com 10 lançamentos nacionais, eis o disco de estreia do gaúcho Thiago Ramil, "Leve Embora". Com arranjos voltado para mpb o disco soa leve e despretensioso com a recomendação de ouvir com fones de ouvido. Um dos destaques da obra é Dizharmonia e Canto.

Leve Embora | Download

//
Veja outros lançamentos nacionais:
- part. 1 (clique aqui)
- part. 2 (clique aqui)
- part. 3 (clique aqui)
LEIA MAIS ›