26 de julho de 2017

Resenha » Vitor Colares - Fotografia de Rachadura (2017)

Vitor Colares é o representante cearense do tal rock triste ou talvez da nova mpb com uma vertente entristecida e "Fotografia de Rachadura" é seu mais novo disco, o segundo lançado esse ano.

Por trás do silêncio pode haver muito barulho pertubando nossa cabeça. Segredos, medos, dores, desejos, revolta. Em "Fotografia de Rachadura", Vitor Colares exprime tudo isso sem nos poupar de nada.

O álbum de oito faixas traz um som ambiente, caseiro, e relatos criados por ele para dar voz as melodias taciturnas que ecoam pela obra. Logo de cara em "memorando", vemos um cantor sentado numa cadeira, com perna cruzada, dedilhando seu violão com olhos fechados expondo seus sentimentos sobretudo honestos.

"tempestades tropicais" é aquela música que te acompanha quando você está no fundo do poço e de repente sons experimentais começam a querer gritar por você. A tentativa de uma reabilitação encontra-se na boa "nictografia" - significa arte de se escrever às escuras ou sem fazer uso da vista - com repeditas menções de "eu te daria tudo...".



Domado pela melancolia, Vitor nos entrega "fugere" - fugir - tal como uma marcha fúnebre conduzida pelo violão e sintetizadores. Tamanha é a tristeza que pode levar a pessoa a loucura, a sair de si, e em "ecdise" o músico pega emprestado o termo, que significa mudança de exosqueleto, para referênciar as mudanças de estado e som que se passa na música. 

Vitor Colares é um sujeito reflexivo. Em "antessala" ele faz uso do recurso spoken word para declamar seus pensamentos. Aqui a libertação está no desabafo. Pra encerrar o disco, "do refluxo" captura sons aleatórios e "epílogo" finaliza com mais citações como se Colares recobrasse a consciência depois de tudo e contasse o que aconteceu.

Para digerir "Fotografia de Rachadura" é necessário imergir na mente de seu autor. É durante esse processo que o disco se torna compreendido e sincero.



http://www.musicacafe.com.br/p/lojinha-musica-cafe.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário