1 de junho de 2016

Três Lançamentos de Fortaleza: Indiada Buena, Caio Castelo e maquinas

Dando sequência a coluna "Especiais" recém criada aqui no blog, a nova postagem destaca duas bandas de Fortaleza, aqui vizinho de casa, a Indiada Buena, a já conhecida maquinas, ambas lançaram o primeiro disco recentemente e o cantor solo Caio Castelo que chegou ao segundo disco da carreira esse ano. São três trabalhos com propostas bem distintas. Então, como diria um bom cearense: "bora lá" conhecê-las?

A Indiada Buena é formada por Pablo Mendes (voz e violão), Eduardo Gadelha (voz e guitarra), Yuri Geovani (baixo) e Cabele D'Castro (bateria). O grupo estreia lançando seu primeiro disco "Amanhã Não Sei Pra Onde" apostando numa pegada pop rock com alguns elementos do folk. Segundo a banda o disco "equilibra suavidade e força em justa doses de realidade e romantismo."

Amanhã Não Sei Pra Onde | Download



Caio Castelo é o representante cearense da dita nova mpb. Sujeito de som refinado e vocais suaves. "Dois Olhos" é o segundo álbum da carreira do músico, um disco de boas composições adornadas por arranjos que prezam os detalhes em que cada peça se encaixa. A adição do saxofone e trompete além de uma guitarra mais acentuada personalizam a mpb que Caio Castelo propõem a seguir.

Dois Olhos | Download



A maquinas, sem acento mesmo, é a responsável por espalhar um pouco mais de barulho e turbidez pela cidade iluminada pelo sol. Não é à toa que seu primeiro disco se chame "lado turvo, lugares inquietos". Depois de um sucesso considerável com seu EP, homônimo, lançado ainda em 2014 e o single zolpidem do ano passado, o quarteto lança seu primeiro álbum expressando a melancolia por meio do barulho do noise e shoegaze e da dissonia do post-rock. Da quietude a euforia em instantes, assim se comporta a banda em seu belo disco "lado turvo, lugares inquietos." É como eles mesmos dizem no release no Bandcamp: "A vida é muito doida."

lado turvo, lugares inquietos | Download



Veja também → Três Lançamentos da Espanha: Aries, Hola a Todo El Mundo e Lost Tapes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário